Conheça os 10 exercícios de Pilates que ajudam no tratamento da escoliose!

escoliose-12

Hoje em dia, as pessoas têm buscado os Stúdios de Pilates por diversos motivos podendo ser eles para o condicionamento físico, melhora de vida, crescimento saudável ou para reabilitação como é o caso do Pilates para escoliose.


A escoliose é caracterizada por uma doença corporal que afeta a coluna causando um encurvamento na mesma.
Quando uma pessoa possui escoliose, seus movimentos corporais como rotação, extensão e inclinação das costas ficam fragilizados causando dores.
O Pilates para escoliose, é uma forma de tratamento muito eficaz para quem possui esta patologia, pois seus exercícios ajudam o indivíduo a reabilitar-se, promovendo uma melhora constante de seu quadro clínico.
Desta forma, conheça agora como o Pilates para escoliose ajuda na melhora desta patologia e os 10 exercícios que ajudam neste tratamento. Confira a seguir!

Classificando a Escoliose
escoliose-4

A escoliose é um problema que costuma ocorrer principalmente durante a puberdade (entre 9 e 18 anos), prejudicando o crescimento saudável do ser humano.
Porém, a doença pode atingir pessoas já adultas por conta de má postura ou levantamento excessivo de carga pesada.
Quando uma pessoa possui escoliose, sua patologia pode ser classificada de várias formas sendo elas: escoliose estrutural, escoliose funcional, curvatura primária e curvatura secundária.
Escoliose estrutural: é acompanhada pela rotação dos nossos pontos vertebrais.
Quando a pessoa sofre desse tipo de patologia, ela não possui uma mobilidade normal pois perde a sua flexibilidade natural para realizar movimentos de inclinação influenciando a sua estrutura.
Na maioria dos casos, esta patologia forma curvas em C ou S na coluna e em alguns casos ela ainda pode causar não só uma, mas várias curvas secundárias na vértebra.
Este tipo de escoliose estruturada é sempre progressivo durante os anos de desenvolvimento ósseo, principalmente durante o surto de crescimento que ocorre na pré-adolescência.
Escoliose funcional: ela caracteriza-se por não ser estruturada como no outro tipo, o desvio não acompanha a rotação dos pontos vertebrais e a coluna é flexível ao realizar os movimentos de flexão e inclinação
Desta forma ela pode ser corrigida caso haja um bom tratamento voltado para esta patologia, ajudando na reversão da curvatura.
O desvio de qualquer forma prejudica a vida do ser humano trazendo dores e mau alinhamento causando problemas para o seu funcionamento.
Curvatura primária: a curvatura primária na escoliose é conhecida como a primeira curvatura que surge na coluna vertebral tendo um formato de C.
Geralmente ocorre na região torácica e é conhecida como um nível mais leve da escoliose.
Curvatura secundária: este tipo de curvatura ocorre colo após a curvatura primária, compensando-a na direção inversa formando um S.
Este tipo de curvatura se localiza logo em baixo ou acima da curvatura primária, formando uma menor angulação.
Quanto maior a curvatura lateral, maior o risco de rotação vertebral e maior a possibilidade de surgir alteração cardiopulmonar, como a diminuição da capacidade vital (soma do volume corrente, volume de reserva inspiratório e volume de reserva expiratório).
Além disso, a escoliose possui graus diferentes que são tratados conforme a intensidade da curvatura sendo:
10º: considerada normal e não é necessário tratamento;
20º: escoliose leve onde o tratamento é conservador;
20 e 40º: escoliose moderada onde o tratamento é conservador e/ou com uso de colete;
40 a 50º: escoliose grave onde o tratamento é realizado apenas com cirurgia.
Em todos esses casos, é importante tomar cuidado e avaliar-se constantemente para que esta patologia não venha a piorar.
Por isso, uma boa forma de ajudar neste tratamento é praticando Pilates para escoliose, ajudando então na melhora gradativa desta patologia.

Benefícios do Pilates para Escoliose
escoliose-capa

A Escoliose compromete o equilíbrio da coluna vertebral causando grandes danos para aqueles que sofrem desta patologia. Ela prejudica não só a sua postura, mas também o seu bom funcionamento físico.
Independentemente do tipo desta patologia, o Pilates para escoliose pode ser um grande amigo no tratamento deste problema, isso pois ele trabalha com os grupos musculares que estão ligados diretamente com a coluna, podendo então estabiliza-los.
Com o princípio do “Power House” o método centraliza a força, ajudando no fortalecimento da coluna que é o principal afetado pela escoliose.
Além disso, um outro objetivo do tratamento com o Pilates para escoliose, é evitar que essa deformidade continue, onde através dos movimentos propostos pelo instrutor, o ser humano diminui os problemas causados pela patologia, garantindo uma maior mobilidade, flexibilidade e fortalecimento muscular na funcionalidade da coluna vertebral.
Além disso, ao praticar Pilates para escoliose, o indivíduo também garante outros diversos benefícios como:
• Fortificação do corpo;
• Melhora do condicionamento físico;
• Melhora da respiração;
• Reabilitação do corpo;
• Melhora do sono;
• Melhora do equilíbrio;
• Promove o relaxamento;
• Melhora da resistência;
• Correção da postura;
• Aumenta o bem-estar.

Referência:
http://revistapilates.com.br/2017/08/28/pilates-para-escoliose-2/

novoooo colunista

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *